PACOTI PARTICIPOU DE PROGRAMA DE HUMOR HÁ CERCA DE 20 ANOS

O ex-atacante Pacoti é um dos maiores nomes da história do Ferroviário Atlético Clube. Foram 78 jogos com a camisa coral e 75 gols marcados. Depois que passou pelo time coral, brilhou em times como o Sport/PE, Vasco/RJ e Sporting de Portugal. Teve duas passagens pelo Ferrão, entre 1955 e 1958, e depois entre 1966 e 1967, quando encerrou a carreira. Há cerca de 20 anos, Pacoti participou de um quadro no “Programa do Barão“, humorístico que ia ao ar pela TV Diário. Nele, o famoso goleador coral batia pênaltis para o “arqueiro” James, personagem vivido pelo artista cearense Bolachinha. Assista o vídeo acima e confira o referido quadro. Hoje, o eterno Pacoti reside no bucólico bairro da Praia de Iracema, em Fortaleza, e está sempre presente nas mais diversas programações esportivas da capital cearense. Bolachinha participou de “Cine Holliúdy“, filme que fez imenso sucesso nos cinemas do Brasil inteiro.

GOLEADA EM CIMA DO CEARÁ COM UM JOGADOR A MENOS EM CAMPO

Zagueiro Menezes e Misael

Hoje é dia de recordar uma grande vitória do Ferrão contra o Ceará pelo campeonato cearense de 2009. Foi no dia 15 de março daquele ano no Castelão. Belíssima goleada como pode ser percebido pela foto ao lado do zagueiro Menezes acalentando o atacante Misael. O centroavante Wescley marcou 2 gols na partida. Ernandes e Guto completaram o placar a favor do Tubarão da Barra. Michel descontou para o alvinegro. O time coral ainda se deu ao luxo de ter Léo Jaime e Jardel no banco de reservas, justamente eles que tinham marcado os dois gols na vitória no jogo anterior contra o Quixadá numa noite histórica que marcou o retorno do ex-artilheiro da Europa ao futebol cearense. Treinado por Arnaldo Lira, o Ferrão venceu com Jéfferson, Rodrigo, Paulo Paraíba, Menezes e Cleiton Cearense (Guto); Válter, Róbson Simplício (Dino), Diego (Wilson) e Ernandes; João Neto e Wescley. O alvinegro jogou com Adilson, Boiadeiro, Márcio Martins, Erivélton e Fábio Fidélis (Cadu); Michel, Heleno (Luís Maranhão), Alex Gaibú e Geraldo (Misael); Sérgio Alves e Edu Sales. O técnico era justamente Zé Teodoro, que treinou o Ferroviário na atual temporada. O árbitro do jogo foi Marco Antônio Sampaio e um público de 8.615 pessoas estiveram no estádio. Aos 8 minutos do primeiro tempo, quando o jogo ainda estava 0x0, o Ceará perdeu uma penalidade máxima. Aos 8 minutos finais, Paulo Paraíba foi expulso e o Ferroviário construiu a goleada mesmo com um jogador a menos em campo. Vitória histórica pra ser sempre recordada no vídeo abaixo com imagens da TV Diário e narração de Kaio Cezar.

CONTEXTO DO ÚLTIMO JOGO CORAL NO ELZIR CABRAL PELO ESTADUAL

Confira o vídeo acima da TV Jangadeiro. Ele mostra o contexto da última vez que o Ferroviário Atlético Clube havia atuado em seu próprio estádio em jogo oficial válido pelo Campeonato Cearense. Foi no dia 16 de abril de 2011, contra o Limoeiro. Ontem, quase nove anos depois, o Tubarão da Barra voltou a utilizar sua praça esportiva forçado pelas indisponibilidades do Presidente Vargas e do Castelão para o início do certame estadual. Naquela partida de 2011, o Ferrão vencia por 1×0, com um gol estranhíssimo do atacante França, e se livrava matematicamente do rebaixamento apesar de ainda ter que cumprir dois jogos fora pelo certame contra Guarani de Juazeiro e Horizonte. Na ocasião, o jogo foi de portões fechados por conta de uma exigência do Ministério Público que não havia sido providenciada pela direção coral. O jogo foi transmitido pela TV Diário. Além do técnico gaúcho Joel Cornelli, que fazia a sua estreia no comando coral e que aparece na reportagem acima, o Ferroviário teve em sua onzena nomes como o goleiro Ari, o meia Piva, os volantes Glaydstone e Marcelo Mendes, o atacante Juranílson e o consagrado zagueiro Ediglê, que poucos anos antes, tinha sido campeão mundial com o Internacional de Porto Alegre.

MAZINHO LOYOLA E ROBÉRIO FORAM DESTAQUE NA TELEVISÃO

10377086_10152780941464870_4968415504469517680_n

Ex-corais recepcionados pelo ex-atleta e hoje comentarista Bechara no Debate Bola

É sempre uma grande satisfação para a torcida coral reencontrar ex-atletas vitoriosos na história do clube. Quem assistiu o ´Debate Bola` na TV Diário, no último dia 9, conseguiu rever dois deles: Mazinho Loyola e Robério. Ambos compareceram ao programa para divulgar um projeto do Goiás/GO pelo qual trabalham em Fortaleza.

De acordo com dados do Almanaque do Ferrão, Mazinho Loyola disputou 55 partidas pelo time profissional e marcou 16 gols. Por sua vez, Robério fez 43 gols em 72 jogos. O primeiro foi titular no título estadual de 1988 e o segundo era o centroavante do histórico bicampeonato em 1995. “Nós dois conseguimos algo muito difícil que é ser campeão pelo Ferroviário“, disse Robério durante o programa, que também vestiu a camisa do Goiás/GO enquanto atleta.

Mazinho Loyola esteve presente no lançamento do Almanaque do Ferrão no ano passado e distribuiu simpatia tirando fotos com todos os torcedores presentes. Ele encerrou a carreira há exatos 10 anos vestindo a camisa do próprio Ferroviário, na época comandado pelo treinador Marcelo Veiga, seu ex-companheiro de equipe em 1988. Além de muitos gols do ex-atacante Robério, o arquivo do Almanaque do Ferrão tem vários lances de Mazinho Loyola com a camisa coral. Em breve, por aqui.