EX-MEIA DO FERROVIÁRIO CONSEGUE ACESSO COM O BRASIL DE PELOTAS

download (3)

Diogo Oliveira comemora gol no Brasil/RS

Levante a mão se você lembra da passagem do meia carioca Diogo Oliveira pelo Ferroviário! Prestes a completar 34 anos de idade, ele acaba de conquistar o acesso nacional com a camisa do Brasil de Pelotas, depois de jogar com destaque nos últimos anos por Chapecoense/SC, Joinville/SC, Criciúma/SC e Juventude/RS, entre outras equipes importantes do sul do país. O atleta foi autor de alguns gols do time gaúcho durante a bem sucedida campanha da Série C desse ano. O Almanaque do Ferrão recorda que o experiente jogador foi uma das principais contratações do Ferroviário Atlético Clube para a quarta divisão do campeonato nacional de 2009, mas acabou ficando um breve período de tempo e não chegou a se destacar no time coral, apesar da condição de titular na grande maioria das partidas na competição.

diogonofac

Time base do Ferroviário na Série D de 2009

Diogo Oliveira estreou pelo Tubarão da Barra em 24/6/2009, num amistoso contra o time B do Fortaleza, no Estádio Domingão. Ao todo foram apenas 9 jogos, sendo uma única partida inteira em campo e infelizmente nenhum gol marcado com a camisa coral. Na prática, o futebol altamente técnico do jogador acabou desaparecendo em meio a um time mal treinado e uma campanha sofrível marcada por derrotas contra Alecrim/RN, Treze/PB e Sergipe/SE. O atleta rescindiu contrato com o Ferroviário após a competição e partiu sem deixar saudades. Além do Ferrão, Diogo vestiu no futebol cearense as camisas do Ceará, Icasa e Uniclinic. Na foto acima, ele aparece em destaque ao lado de jogadores na seguinte sequência: Dionantan, Cícero César, Clemílson, Felipe Espada, ele e Rafael; Eliélton, Victor Cearense, Cristiano, Júnior Cearense e Alberto.

QUEM É CAPAZ DE LEMBRAR DE CELSO MENDES NO FERROVIÁRIO?

celso mendes

Celso Mendes

O centroavante Celso Mendes foi um daqueles vários jogadores que vestiram a camisa do Ferroviário e pouca gente lembra, mas o Almanaque do Ferrão não deixa o fato passar batido e recorda pra você. O ex-coral em questão é até hoje um dos maiores ídolos do Sergipe/SE, porém sua passagem pela Barra do Ceará não foi nada positiva. Há exatamente 32 anos, no dia 18 de setembro de 1983, ele fazia sua estreia com a camisa do Tubarão da Barra numa partida contra o Guarany de Sobral, no Estádio do Junco, sendo substituído no segundo tempo pelo atacante Chicão. O jogo terminou empatado em 1×1. Oriundo do São Cristovão/RJ, foram apenas 3 partidas no campeonato cearense daquele ano e nenhum gol marcado. Aos 25 anos de idade na ocasião, Celso Mendes jogou depois em vários clubes, entre eles o Santa Cruz/PE, o Portimonense de Portugal e o Ceará, no início da temporada de 1989. E ai, lembra dele?

EX-JOGADOR PROCURAVA FOTOS DE SUA PASSAGEM PELO FERRÃO EM 80

sousa meia

Sousa tenta a cabeçada no meio da zaga do Fortaleza no dia 5/10/1980 no Castelão

O tempo faz com que determinados jogadores passem pelo clube e acabem caindo no esquecimento, porém dificilmente o atleta esquecerá a sua passagem por um time de futebol. É caso do meio campista Sousa, titular no Ferroviário que foi vice-campeão cearense em 1980 sob o comando do treinador paranaense Lanzoninho. Foram apenas 14 partidas com a camisa coral entre setembro e dezembro daquele ano. Através do Almanaque do Ferrão, o atleta entrou em contato recentemente em busca de fotos da sua curta passagem pelo clube. Revirando o acervo do nosso baú, ele aparece no click acima no ´Clássico das Cores` do dia 5 de outubro que terminou no 0x0.

sousameia2

Sousa em 1980

José Aparecido de Souza jogou grande parte da sua carreira profissional no futebol de São Paulo. Chegou a jogar na Coréia defendendo a Seleção Paulista. Oriundo do XV de Jaú quando chegou para o Ferroviário, teve uma outra participação no futebol nordestino atuando pelo Sergipe/SE entre 83 e 84. Quando regressou ao futebol de São Paulo, brilhou com a camisa do Bragantino e levou sua equipe à divisão de elite paulista em 1988, culminando com o memorável título estadual do Massa-Bruta dois anos depois sob o comando de Vanderley Luxemburgo. Sousa certamente nunca esqueceu o único gol que marcou pelo Ferroviário, na noite do dia 29 de outubro, no Castelão, uma goleada de 4×0 em cima do Guarany de Sobral. São coisas que o tempo não apaga da memória do ex-jogador e o clube tem a obrigação de lembrar de quem ajudou a escrever sua história.