VITÓRIA EM CIMA DO CEARÁ NUM DOMINGO DE PÁSCOA

Era um domingo de páscoa como hoje, só que em 1987. Ferroviário e Ceará jogavam no Castelão em jogo válido pelo pentagonal decisivo do 1º turno do Campeonato Cearense. Treinado por Erandy Montenegro, o Tubarão da Barra venceu a partida por 2×1, que significava mero cumprimento de tabela na competição já que o Fortaleza havia faturado o turno. O vídeo acima foi recuperado a partir do baú do Almanaque do Ferrão e mostra os gols do time coral marcados por Mardônio e Carioca, os dois de bela feitura. Wanks marcou para o alvinegro. Naquela tarde de domingo, dia 19 de abril, o Ferrão formou com Walter, Laércio (Carlos Alberto) (Renato), Arimatéia, Léo e Edson; Zé Alberto, Adalberto e Carioca; Mardônio, Cardosinho e Carlos Antônio. O Ceará, comandado pelo carioca Moisés Matias, perdeu com Washington, Reidene, Gilmar Furtado, Argeu e Luís Fernando; Oliveira, Flávio (Douglas Neves) e Victor; Hilton, Mauro Portaluppi (Roberto Cearense) e Wanks. Apenas 2.346 pessoas pagaram para ver o clássico, que teve o comando de Nunes Sales na arbitragem. Apesar da vitória apertada, todos os jornais no dia seguinte foram unânimes em dizer que o volume de jogo do Ferroviário foi muito superior e que o Tubarão merecia ter enfiado uma goleada no adversário. Feliz domingo de páscoa.

RECORDE UM GRANDE CLÁSSICO DA CORES DISPUTADO EM 1990

Já que hoje tem mais uma edição do famoso ´Clássico das Cores`, que tal recordar um jogão entre Ferroviário e Fortaleza que ficou no passado? Voltamos para um domingo, como hoje, só que no dia 2 de dezembro de 1990. Confira no vídeo acima os melhores momentos e entrevista de uma vitória sensacional em cima do Leão. O jogo foi duro, o Fortaleza dominava, mas nos quinze minutos finais o Ferrão botou as unhas de fora e marcou dois gols por intermédio de Ademir Patrício e Magno. Era a partida 2.356 da história do Ferroviário, válida pelo hexagonal decisivo do 1º turno do Estadual de 1991, que começou antecipadamente no segundo semestre de 1990. Treinado por Humberto Maia, o experiente time do Tubarão da Barra venceu com Robinson, Jaime, Valdecy, Celso Gavião e Nílton; Toninho Barrote, Basílio (Júnior Piripiri), Jacinto (Ademir Patrício) e Cantareli; Magno e Jorge Veras. Já o Fortaleza, do técnico Pedro Basílio, perdeu com Salvino, Expedito, Paulo Marcelo, Ronildo e Osmanir; Alberto, Alves, Eliézer e Aurélio (Marquinhos Paulista); Sílvio (Auro) e Julinho. Nunes Sales foi o árbitro do jogo, que teve um público de 6.000 pagantes. Dos jogadores que defenderam o Ferrão em 1990, o ex-atacante Jorge Veras, ídolo eterno do time coral, está novamente na Barra do Ceará depois de quase 11 anos. Ele é o auxiliar técnico do treinador Marcelo Vilar, outro que retorna ao Ferrão, onde foi treinador na temporada de 1999. Boa sorte para todos!