EX-JOGADOR CARLOS ANTÔNIO RECEBE O ALMANAQUE DO FERRÃO

12212253_859579747493708_1855718049_n

Carlos Antônio em foto de 2015

Carlos Antônio, ex-jogador do Ferroviário entre 1985 e 1988, saiu na foto com os olhos fechados, mas o que vale é o registro. Ele hoje é treinador das categorias de base do Madureira/RJ e recebeu um exemplar do Almanaque do Ferrão das mãos de Jackson Sala, biógrafo do eterno ídolo coral Luizinho das Arábias. Carlos Antônio e Luizinho sempre foram muito amigos, inclusive coube ao ídolo a indicação do ponta esquerda ao ex-presidente Caetano Bayma. Foram 127 jogos e 21 gols marcados com a camisa do Tubarão da Barra. Carlos Antônio se destacou notadamente no ano de 1987 com brilhantes apresentações.

GOLEADA CORAL CONTRA O AMÉRICA COM SHOW DO ÍDOLO LUIZINHO

Hoje comemora-se o aniversário de nascimento de Luizinho das Arábias, um dos maiores goleadores do Tubarão da Barra. Conforme prometido na semana passada, o Almanaque do Ferrão traz hoje imagens raras de uma vitória do time coral por 5×1 pelo campeonato cearense de 1988, partida na qual o aniversariante do dia marcou 3 gols contra o América e brilhou com grande apresentação. Os outros gols foram assinalados pelo ponta esquerda Beto Andrade, cearense de Morada Nova, e pelo meia pernambucano Denô. Ao final dos melhores momentos, confira também uma saudosa entrevista de vestiário do grande artilheiro.

Se vivo fosse, Luizinho completaria hoje 57 anos de idade. Depois de brilhar pelo Ferrão em 85 e 86, o goleador coral voltou ao clube em fevereiro de 88, mas disputou apenas 7 partidas durante o 1° turno da competição e foi liberado para atuar no Pará, onde faleceu no ano seguinte. No dia seguinte ao anúncio de sua morte, houve um clássico contra o Ceará no PV e a torcida do Ferroviário gritou o nome de seu ídolo a plenos pulmões durante o ´minuto de silêncio` dado pelo árbitro Luis Vieira Vila Nova. Luizinho para sempre.

Esse post é dedicado especialmente a Jackson Sala, biógrafo de Luizinho das Arábias, e a Vânia Duarte dos Santos, irmã do eterno artilheiro coral. Ambos moram no Rio de Janeiro.

LUIZINHO DAS ARÁBIAS VOLTANDO PARA SER CAMPEÃO NO FERRÃO

Luiz Alberto Duarte dos Santos faria mais um aniversário no dia 13 de novembro. Sua vida foi interrompida em maio de 89, aos 31 anos de idade, quando jogava no Remo/PA. No futebol cearense, o jogador conseguiu ser ídolo de duas torcidas. Depois de brilhar no Fortaleza em 83, foi anunciado como grande contratação do Ferrão em 85. Foi artilheiro. Depois de passagens pelo futebol paulista, paraense e carioca, retornou a Barra do Ceará em 88 para uma breve e última temporada. Em sua chegada, falou que voltava para ser campeão. E foi. O Almanaque do Ferrão recupera esse momento na história e recorda o vídeo que marcou o retorno de ´Luizinho das Arábias` pela última vez ao Ferroviário.

Luizinho

Biografia de um ídolo

Em 2013, o escritor carioca Jackson Sala lançou a biografia do ex-ídolo coral. Com o título ´Sai o Rei, entra Luizinho`, o autor narra toda vitoriosa trajetória do ex-jogador por clubes como Flamengo/RJ, Botafogo/RJ, Paisandu/PA, dentre outros, reconstituindo inclusive com detalhes seus últimos momentos de vida. Foram ao todo 75 jogos e 54 gols com a camisa coral, o suficiente para garantir a condição de ídolo eterno do clube. No próximo dia 13, a homenagem será completa com a recuperação dos melhores momentos de uma partida na qual Luizinho deixou sua marca três vezes e ajudou o Ferrão a conquistar mais uma vitória. É só aguardar.