FERRÃO NA FINAL DE UM BRASILEIRO PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA

O Tutuba avisou!

O meme que percorreu as redes sociais no final da tarde de ontem dava o recado até para os desinformados: o Tutuba mandou avisar que o Ferroviário está na final do campeonato brasileiro da Série D! No ano que completa 85 anos de existência, o Ferrão alcança o maior feito de sua história e vai disputar uma final nacional pela primeira vez. Depois de garantir o acesso, que por si só já foi um feito sensacional, o clube ainda pode ser campeão brasileiro e igualar o feito do Guarany de Sobral, a única equipe cearense a possuir esse brilhante status. Apesar de uma arbitragem desastrosa na tarde de ontem em Porto Alegre, o Ferroviário superou o São José/RS no placar agregado dos dois jogos da semifinal nacional e carimbou sua vaga para a finalíssima. Dado como morto para muitos nos últimos 23 anos, o Ferroviário se reergueu primeiramente no contexto estadual e agora volta a figurar nos noticiários nacionais, nada mais adequado para um time que já disputou as Séries A, B, C e D desde que o campeonato brasileiro foi implantado em 1971. Em 2019, o Ferrão estará na Série C nacional depois de 13 anos, exatamente na temporada em que o já lendário mascote Tutuba comemora seu aniversário de 10 anos! Ele já pode começar a preparar a festa!

FOTO RARA DO FERROVIÁRIO NO INÍCIO DA TEMPORADA DE 1970

Ferroviário Atlético Clube no campeonato cearense de 1970 – Em pé: Breno, Luiz Paes, Simplício, Marcelino, Gomes e Louro; Agachados: Mano, Paulo Velozo, Facó, Edmar e Zé Luiz

Eis uma foto rara do Ferroviário Atlético Clube no início da temporada de 1970. Aquele grande esquadrão coral, até hoje lembrado como uma das melhores formações da história do futebol cearense, ainda estava em fase de formação durante o mês de fevereiro, quando a foto foi produzida antes de uma partida contra o Guarany de Sobral no PV. Oito meses depois, com nada menos que seis alterações na onzena principal e um novo treinador, o Tubarão da Barra sagrava-se campeão cearense daquele ano. Alexandre Nepomuceno substituiu Fernando Cônsul no comando técnico no decorrer da competição. Em relação ao time que jogou a finalíssima contra o mesmo Guarany, entraram Esteves, Hamilton Ayres, Aloísio Linhares, Coca Cola, Amilton Melo e Alísio no lugar de Breno, Luiz Paes, Marcelino, Mano, Facó e Zé Luiz respectivamente. Muita vezes lembramos só da formação campeã, mas é sempre bom recordar todos aqueles que participaram daquela gloriosa campanha. A foto acima é um excelente exemplo disso.

VITÓRIA EM SOBRAL PELO ESTADUAL NÃO ACONTECIA DESDE 1997

img-20170119-wa0002

Jogadores do Ferroviário ontem no vestiário do Junco depois da vitória contra o Guarany-S

Estamos diante de mais um fato histórico na vida do Ferrão! Jogando ontem à noite pela segunda rodada do campeonato cearense, o Tubarão da Barra derrotou o Guarany de Sobral em seus próprios domínios por 2×1. A última vez que o time coral havia batido seu tradicional adversário no Estádio do Junco, pelo Estadual, foi no dia 30 de março de 1997. É verdade que houve uma vitória pelo campeonato brasileiro, em 2001, e outra pela Taça Fares Lopes, em 2014, dentro de Sobral, mas há duas décadas isso não acontecia em jogos válidos pelo campeonato cearense. É de se comemorar! À exemplo do triunfo de vinte anos atrás por 2×0, o de ontem também valeu a liderança da competição. Pra recordar, confira a escalação do último time do Ferroviário a vencer em Sobral pelo Estadual: Jorge Luiz, Biriba, Júnior Umirim, Amarildo e Marcelo; Dino, Anderson e Marquinhos; Zé Roberto (Buiú), Demétrius (Paulo Adriano) e Artur. Quer outro detalhe que merece destaque? Há relatos que parte da torcida coral deixou a cidade debaixo de pedras. Alguma semelhança com o fato, já relatado no blog, acontecido no campeonato cearense de 1988? Parece que algumas coisas nunca mudam. Em tempo: o zagueiro Amarildo e o atacante Zé Roberto marcaram em 1997. Ontem, Maxuell fez dois gols.

EM AGOSTO DE 1991, ARNALDO RETORNAVA PARA O FERROVIÁRIO

O meio campista Arnaldo é até hoje um dos jogadores mais lembrados pela torcida do Ferroviário. Dono de um futebol eficiente e de uma regularidade assustadora, ele entrou em campo 82 vezes com a camisa coral. Foram 14 gols em três passagens pela Barra do Ceará, a primeira no timaço coral de 1985, a segunda no título estadual de 1988 e a terceira na fracassada temporada de 1991. Era agosto daquele ano quando Arnaldo chegou pela última vez para o clube. Já se vão 25 anos desde aquele momento, registrado no vídeo acima em matéria especial da TV Verdes Mares sobre o seu regresso. Foi apenas 1 gol naquela temporada, assinalado justamente no jogo que marcou sua reestreia, contra o Guarany de Sobral, num empate em 1×1 no Elzir Cabral. Arnaldo também é um dos maiores jogadores da história do Santo André/SP, onde carinhosamente era conhecido como Arnaldinho, e já foi destaque aqui no blog na seção `Por Onde Anda´ no início do ano passado. Nome eterno da nossa história, agora com imagens resgatadas em vídeo através do acervo do Almanaque do Ferrão.

PRIMEIRA ENTREVISTA DO JOGADOR MARQUINHOS CAPIVARA NA BARRA

Recuperamos o vídeo com a primeira entrevista do ex-jogador Marquinhos Capivara, contratado pelo Ferroviário para as disputas do campeonato cearense de 1993. Depois de vestir a camisa do Ceará e do Fortaleza, a nova contratação enchia a torcida coral de esperança por ser um jogador experiente, inclusive com passagem pelo futebol da Bélgica. A frustração foi grande, embora tenha marcado um gol logo em sua estreia contra o Tiradentes. Ao todo, o velho Capivara fez apenas 8 partidas com a camisa coral naquela temporada, uma delas no fatídico e histórico 9×1 imposto pelo Ceará, logo na segunda rodada do Estadual. Marquinhos Capivara jogou mais cinco anos, defendendo novamente no futebol cearense o Ceará, Guarany de Sobral, Tiradentes e Calouros do Ar.  Fixou residência em Fortaleza, onde trabalha como treinador de categorias de base.

VOLTE NO TEMPO E CONFIRA A REAPRESENTAÇÃO CORAL EM 1989

Janeiro sempre foi tradicionalmente um mês de início de preparativos para uma nova temporada. Hora de reapresentação do elenco, da chegada de novos reforços e de renovação das expectativas em busca de vitórias em campo e conquistas importantes. Nesse retorno de ano novo, o Almanaque do Ferrão convida você a viajar no tempo até janeiro de 1989 e recordar a volta às atividades profissionais do então campeão cearense de futebol, que trazia Erandy Pereira Montenegro como treinador e o atacante Cacau, ex-Guarany de Sobral e Ceará, se apresentando pela primeira vez no Elzir Cabral, ele que mais tarde escreveria seu nome na história como artilheiro máximo do Estadual daquele ano. Uma boa oportunidade também para ver, de forma pioneira nesse espaço, um descontraído Vicente Monteiro, que ocupava a direção de futebol. Além da divulgação da contratação de Cacau, o lateral esquerdo Marcelino, ex-Fortaleza e Guarany de Sobral, também é anunciado, porém dias depois a negociação foi cancelada. Curta por enquanto essa raridade e aguarde muitas novidades na temporada 2016 do nosso blog.

MAIS UM ANIVERSÁRIO DAQUELE ARTILHEIRO QUE NINGUÉM ESQUECE

Luizinho em Sobral

Bela imagem de Luizinho das Arábias no gramado encharcado do Junco na cidade de Sobral

A foto acima é uma homenagem ao aniversariante de hoje. Foi registrada no dia 2 de março de 1986, no Estádio do Junco, em Sobral, em partida disputada debaixo de muita chuva durante o campeonato cearense. Nela, o artilheiro Luizinho das Arábias figura entre zagueiros que sabiam não poder brincar em serviço diante do potencial daquele que foi um dos maiores centroavantes da história do Ferroviário. Ele já foi destaque em outras ocasiões aqui no blog, mas nunca é demais reforçar a data especial de hoje. Feliz aniversário, Luiz Alberto Duarte dos Santos, onde quer que você esteja!