GOLEADA HISTÓRICA EM CIMA DO CEARÁ NA TEMPORADA DE 1953

Ferroviário Atlético Clube em 19 de Julho de 1953: massacre em cima do Ceará no PV

No dia 19 de Julho de 1953, há 63 anos portanto, o Ferroviário goleava o Ceará por 4×0 em partida válida pelo 1º turno do campeonato cearense daquele ano. Com a arbitragem de José Nogueira Filho, a partida recebeu um público excelente nas dependências do antigo Presidente Vargas, ainda de arquibancadas baixas. A vitória foi algo bastante comemorado entre os jogadores e torcedores corais porque o placar de 4×0, a favor do Ferrão, só havia se repetido até então duas únicas vezes, em 1947, numa partida oficial, e em 1950, em amistoso. Só a vitória interessava para as duas equipes e o Ferroviário levou a melhor de lavada. Vencia por 2×0 até os 41 minutos finais e conseguiu ampliar o marcador no restante da partida. Uma tarde mágica, sem dúvida, na história coral.

Treinador lendário: Babá

O Ferroviário massacrou o Ceará com o futebol de Juju, Manoelzinho e Coimbra; Nozinho, Zé Maria e Jaime; Nirtô, Vicente Trajano, Macaco, Fernando e Antoni. O alvinegro passou vergonha com Ivan, Paulo e Newton; Didi, Damasceno e Ramos; Pacatuba, Pipiu, Augusto, Ursulino e Liminha. Os gols foram marcados por Antoni, duas vezes, Nirtô e um gol contra do zagueiro Paulo. Foi apenas a partida 416 de toda a história coral. O treinador era Sebastião Medeiros de Brito, o conhecido Babá, ex-defensor vitorioso do próprio Ferroviário na década de 1940 e, até hoje, o técnico recordista em número de jogos pelo time coral. Foram simplesmente 203 jogos comandando o Tubarão da Barra à beira do campo. Lendário sob todos os aspectos.

FERRÃO É NOTA 10 PELA SEGUNDA VEZ EM SUA GLORIOSA HISTÓRIA

Não poderia ter sido mais empolgante a estreia do Ferroviário na segunda divisão do campeonato cearense no último domingo. O time coral massacrou o Campo Grande, de Juazeiro do Norte, pelo placar de 10×0. Foi apenas a segunda vez na história que o Ferrão marcou exatamente 10 gols numa partida oficial. A primeira aconteceu no longínquo ano de 1942, contra o extinto Penarol/CE, em jogo válido pelo 1º turno do campeonato cearense daquele ano, que terminou com um 10×1 no placar. Agora, 74 anos depois, foi a vez de Paulista, Rodrigo Pio, Valdeci e companhia entrarem pra história. Vale a pena conferir o vídeo acima com os gols da avalanche coral, devidamente eternizados para a posteridade como mais um resultado expressivo ao longo da trajetória do clube.

benedito

Benedito em 1943

Vale lembrar que outro placar avassalador verificado numa partida oficial aconteceu em 1943 e coincidentemente contou com 10 gols de diferença, contra o também extinto Fluminense/CE, na goleada coral por 11×1, válida pelo campeonato cearense. Eram os tempos de um Ferrão que tinha Mário Negrin, Marinho, Benedito, Caranguejo, Chiquinho, Chinês, etc. O ala esquerdo Benedito, no alto de seus 203 jogos com a camisa coral, participou tanto da goleada de 1942, quanto da histórica vitória anotada no ano seguinte. Além dele, o ala direito Marinho e os meias Chinês e Chiquinho também estavam presentes nos dois jogos. Cabe ainda destacar que placares como 10×0, 11×0, 12×0, 13×3 e até 14×0 já foram mais de uma dezena de vezes verificados em amistosos realizados pelo Ferroviário.