UMA FOTO QUE REPRESENTA BEM A VIDA DO GOLEIRO NO FUTEBOL

Rafael Muralha, Fernando Júnior e Eduardo: goleiros do Ferroviário na temporada de 2013

Já que ontem foi o ´Dia do Goleiro` no Brasil, a seção ´Retratos` presta uma homenagem a todos os goleiros que defenderam o Ferroviário em mais de oito décadas de existência. A imagem simboliza bem a vida dos goleiros, sempre pulando e caindo no chão nos treinamentos e nas partidas. Há quem diga que em determinados jogos, o goleiro nem suja o uniforme dada a inoperância do adversário. Não é o caso dos três goleiros da foto acima, tirada no segundo semestre de 2013, durante mais um dia de treino puxado na Barra do Ceará com o preparador William Mardoch. Vejam e recordem Rafael Muralha (11 jogos pelo Ferrão), Fernando Júnior (60 jogos) e Eduardo (2 jogos). O paranaense Fernando Júnior atua hoje no futebol angolano. Rafael Muralha continua no futebol cearense e Eduardo, irmão do goleiro Cássio do Corinthians, desistiu da profissão.

COMO A VIDA SEGUIU PARA O ELENCO CORAL DA TEMPORADA DE 2013

Fernando Junior, Kleyton, Cleylton, Anderson Borges, Lima, Giancarlo e Caíque; Foguinho, Maico Motta, Tinga, Everton, Sami, Luisinho, Leandro Sobral, Romário, Bruno e Márcio.

O time do Ferroviário em 2013 foi certamente o último a dar alguma alegria à torcida coral na primeira divisão do campeonato cearense. Por muito pouco a equipe coral não conseguiu uma vaga para a Copa do Brasil ao brilhar no 1º turno da competição mesmo com a menor folha de pagamento entre todos os participantes, mas tendo que amargar uma queda brusca de produção no 2º turno em razão de uma série de situações, entre elas a perda de foco de alguns atletas, a saída do treinador Gilson Maciel e o elenco reduzido de opções, formado basicamente por uma equipe Sub-20, em razão de uma política orçamentária seguida à risca com limites e restrições. Daquele elenco, alguns já pararam até de jogar futebol, outros estão bem em plena atividade, inclusive atuando no futebol do exterior. Você lembra da escalação do time base naquele início de temporada? Fernando Junior, Everton, Cleylton, Lima e Tinga; Vágno Pereira, Foguinho, Leandro Sobral e Kleyton; Ted e Giancarlo. Por onde andam os principais atletas daquele elenco?

Goleiro Fernando Júnior hoje defende o Benfica Luanda no campeonato angolano de futebol

Depois de uma passagem pelo Boa Esporte/MG no ano passado, o goleiro Fernando Júnior hoje é titular do Benfica Luanda, uma das principais equipes do campeonato angolano – o famoso Girabola – que está em plena disputa. Morar em Angola é mais uma experiência na carreira do ex-arqueiro coral, que está atualmente com 26 anos. Por outro lado, alguns atletas daquele elenco já penduraram as chuteiras. O lateral esquerdo Tinga, ex-Cruzeiro/RS, se aposentou há dois anos, assim como o meia Maico Motta, que mesmo jovem, preferiu trocar o futebol e apostar na carreira de educador físico.

Kleyton no futebol inglês

Tem até jogador daquele elenco que hoje atua no futebol inglês, é mole? Seguindo os passos do desbravador Mirandinha, cria coral, que abriu as portas do futebol  britânico para o jogador brasileiro em 1987, o meia gaúcho Kleyton está atualmente na pré-temporada do Whitehawk, da segunda divisão da Inglaterra, morando na bela cidade costeira de Brighton. Já o meio campista Leandro Sobral, um dos destaques daquela equipe de 2013, sagrou-se campeão paraibano recentemente pelo Campinense/PB e disputa atualmente a Série D do campeonato brasileiro. Outro que joga a mesma competição é o ex-zagueiro coral Cleylton, adquirido por 120 mil reais pelo Grêmio/RS no final daquela temporada, e que hoje defende as cores do São Paulo/RS.

Everton hoje é titular do América de Natal

Quem está bem em sua nova equipe é o lateral direito Everton, escolhido o melhor da posição no campeonato cearense de 2013. Depois de se destacar recentemente no Guarani de Juazeiro, onde foi eleito novamente o melhor do Estadual, o atleta acertou contrato com o América de Natal, onde é titular desde o mês de maio e disputa atualmente o campeonato brasileiro da Série C. Por outro lado, o goleiro reserva Caíque largou o futebol profissional e trabalha atualmente com Futsal, tento passado inclusive uma período disputando competições na França. Os zagueiros Lima e Anderson Borges, crias da base coral, também penduraram as chuteiras diante da incerteza que é a profissão de jogador de futebol no Brasil, com cada vez menos clubes em atividade por longos períodos durante a temporada, talvez a maior aberração de um futebol falido, envolto à escândalos, que consegue perder por 7×1 em partida de Copa do Mundo.

Zagueiro Cleylton no São Paulo gaúcho

O artilheiro Giancarlo é outro que sofre com a limitação de times em atividade. Ele esteve, esse ano, no Glória de Vacaria, onde disputou o campeonato gaúcho, porém retornou para sua cidade no Mato Grosso do Sul a espera de novos convites. Seu companheiro de ataque, o maranhense Ted, chegou a vestir a camisa do Remo/PA. Por outro lado, o meia Sami, que atuou várias partidas em 2013, esteve ano passado no Flamengo do Piauí, e recentemente disputou o campeonato carioca da segunda divisão pelo Itaboraí/RJ, que certamente conseguiria o acesso para a divisão de elite, porém o campeonato caiu nas barras da justiça em razão de eventuais combinações de resultados envolvendo o Americano/RJ. Alguma semelhança com a Série B cearense? O volante Foguinho defende atualmente o Aparecidense/GO na Série D brasileira, já o baixinho Vágno Pereira retornou para o interior do Maranhão. As crias corais Márcio e Luisinho esperam clube para continuar suas carreiras. Por sua vez, o atacante reserva Romário cansou de esperar e largou o futebol. Lembra do atacante Índio, contratado na reta final do campeonato cearense de 2013 e que marcou um golaço no jogo contra o Tiradentes, em Horizonte? Ele defendeu recentemente o Costa Rica/MS, na primeira divisão do futebol do Mato Grosso do Sul. Basicamente, eis o destino dos principais atletas naquele ano. E a vida continua seguindo para todos daquele bom time.

IRMÃO DO GOLEIRO CAMPEÃO BRASILEIRO JOGOU NO FERRÃO

dudu2

Goleiro Eduardo foi titular no jogo do Ferroviário contra o ABC/RN em julho de 2013

Eduardo é irmão de Cássio, goleiro do Corinthians/SP e da Seleção Brasileira. Também é goleiro e defendeu o Ferroviário Atlético Clube em 2013, aos 19 anos de idade. Sete anos mais novo que o irmão famoso, o ex-atleta coral segue sua trajetória no futebol desde que deixou a Barra do Ceará. Defendeu posteriormente o São José/RS e o Itumbiara/GO. Mas, você recorda a passagem dele pelo Ferrão?

download

Cássio e Eduardo no Ferroviário

Eduardo chegou em janeiro de 2013 para o Ferroviário e de início atraiu a atenção da imprensa em razão do irmão. Treinava com afinco e logo conquistou a titularidade da equipe Sub-20, sendo relacionado algumas vezes para compor o banco nos jogos dos profissionais na reserva de Fernando Júnior. A chance como titular veio na estreia do Ferrão na Copa Ecohouse, uma espécie de Taça Nordeste organizada pela Federação do Rio Grande do Norte. Em seu primeiro jogo no time principal, no mês de julho, Eduardo fechou o gol e o Tubarão da Barra venceu o ABC de Natal por 1×0, naquele que foi o jogo 3.451 da história coral. No mês seguinte, substituiu o goleiro Rafael Muralha num amistoso contra o time do Sindicato dos Atletas, completando assim sua segunda e última partida pelo Ferroviário. No final da temporada, Eduardo recebeu a visita do irmão nas instalações na Barra do Ceará.

2015-11-22 15.58.56

Rumo à festa corintiana no Itaquerão

A fatídica temporada de 2014 selou o destino de Eduardo no Ferroviário. Sem o mesmo ambiente de trabalho do ano anterior e não vislumbrando perspectivas de resgate do projeto que o convenceu a seguir carreira no clube, Eduardo pediu rescisão ainda no mês de fevereiro, mesmo com tempo de contrato ainda a cumprir. Preferiu ir embora pra casa a conviver num ambiente político deteriorado e tendências de dificuldades futuras como atraso de salários, entre outras questões que acabaram se confirmando posteriormente. Ontem, ele postou a foto acima em suas redes sociais, com o irmão Cássio e o amigo Kleyton, seu companheiro nos tempos de Ferroviário. Foram prestigiar o goleiro corintiano na festa de campeão brasileiro do time paulista no Itaquerão. E a vida segue para todos.

EX-CORAIS SE DESTACAM EM COMPETIÇÕES NO SUDESTE DO PAÍS

Goleiro-do-Boa-Esporte-Fernando-Júnior-2

Ex-goleiro do Ferroviário atuou recentemente no campeonato mineiro pelo Boa Esporte

Com o fim dos campeonatos estaduais, pelo menos 3 jogadores que passaram nos últimos anos pelo Ferroviário têm motivos para comemorar e vislumbrar melhores perspectivas para suas carreiras e respectivos clubes. O volante Foguinho, o atacante Bruno Moraes e o goleiro Fernando Júnior estão nessa lista. O primeiro conquistou o acesso para a Série A1 do campeonato paulista com o Oeste de Itápolis, o segundo conquistou o mesmo objetivo, acompanhado do título da Série A2 pela Ferroviária de Araraquara e o terceiro se destacou no campeonato mineiro defendendo o Boa Esporte.

11009146_787248804700007_6267440968176348348_n

Ex-volante coral no Oeste/SP

O gaúcho Foguinho chegou para o Ferroviário em julho de 2012 para compor o elenco Sub-20 que representaria o clube na Taça Fares Lopes daquele ano. Na mesma temporada foi o capitão dos juniores que terminaram o Cearense da categoria na vice-colocação. De boa índole e caráter, Foguinho caiu nas graças da torcida quando chegou ao time profissional em 2013. Foram 34 partidas pelo time profissional ao todo e 2 gols marcados. Em seguida, continuou sua carreira atuando no Ceará, Icasa e Oeste/SP, onde conseguiu recentemente o acesso para a primeira divisão no difícil campeonato paulista.

11109179_828433557235314_9180554169180398469_n

Ex-atacante campeão na Ferroviária/SP

Por sua vez, Bruno Moraes estava na reserva do Bragantino/SP em 2012 quando foi indicado pelo ex-jogador coral Marcelo Veiga. Chegou em meio a uma grande crise técnica no Ferroviário e, num dos piores elencos já montados na história do clube, se destacou nas 8 partidas da reta final da competição, marcando 3 gols, inclusive um de “letra” num clássico contra o Fortaleza. Depois de atuar ainda na Portuguesa de Desportos, o ex-jogador coral passou um tempo se recuperando de contusão e foi recompensado na semana passada com o título de campeão vestindo a bela camisa da Ferroviária de Araraquara.

Dos três, Fernando Júnior foi o que mais atuou com a camisa foral. Foram 60 partidas pelo Ferroviário entre dezembro de 2012 e fevereiro de 2014. Antes de chegar ao futebol mineiro, o ex-goleiro coral passou ainda pelo Moto Clube/MA e Icasa. No início da temporada foi contratado pelo Boa Esporte e fez um ótimo campeonato mineiro. Essa semana, o time da cidade de Varginha estreia na Série B do campeonato brasileiro.