RECORDE A GOLEADA CORAL CONTRA O ALTO SANTO PELA 2ª DIVISÃO

Foi num 25 de abril como hoje. Há apenas quatro anos, o Ferroviário estava disputando a segunda divisão do futebol cearense e enfrentou o Alto Santo pela segunda vez na história. O time coral massacrou o adversário com vários gols ainda no primeiro tempo e administrou o restante da partida. Valdeci marcou dois gols. Os outros foram de Paulista, Roney e Da Silva, cobrando pênalti. O ex-técnico Lula Pereira era o grande mentor daquele trabalho de soerguimento do Ferrão, que tinha Fernando Filho como treinador. Os dois levaram o Tubarão de Barra de volta à divisão de elite após uma competição que teve várias anormalidades. Naquela noite, em jogo arbitrado por Almeida Filho, o time coral formou com Róger, Rafael Tchuca (Lucas Caucaia), Erandir, Túlio e Bruno; Jonathas, Diego Silva, Paulista (Dejavan) e Da Silva; Roney e Valdeci (Rodrigo Piu). O adversário, treinado por Raimundinho, foi massacrado com Mauro, Berg, Edgar Pantera, Tony Belém e Teles (Gerrinho); Dida, Renato Frota (Davi), Bruno Ocara e Índio (Mateus); Emerson Catarina e Edson Cariús. Além do jovem Valdeci, o principal destaque individual do Ferroviário era o atacante Roney, artilheiro do campeonato de 2016 e que, infelizmente, sofreu uma contusão séria no final do campeonato, levando muito tempo para conseguir uma plena recuperação e resgate de sua performance. Depois, destacou-se atuando pelo River/PI e, no ano passado, conseguiu o acesso para a Série B do Brasileiro com a camisa do Sampaio Corrêa/MA.

FERRÃO GOLEIA DE LARANJA SOB AS BENÇÃO DE UM GÊNIO DO FUTEBOL

cruyff

Lendário Johan Cruijff na Copa de 1974

As velhas coincidências da vida. Ao adotar a camisa laranja como seu terceiro uniforme para a temporada de 2016, o Ferroviário jamais poderia imaginar que, mesmo indiretamente, homenagearia um dos maiores gênios do futebol mundial. Johan Cruijff, o líder do carrossel holandês que encantou o mundo da Copa de 1974, faleceu na última quarta-feira, dia 24, no mesmo dia que o Ferrão goleou o Itapajé por 5×2, atuando mais uma vez exatamente com o modelo semelhante ao utilizado pela seleção holandesa. Foi a quarta vitória consecutiva do time coral atuando com seu terceiro uniforme, o que para muitos já é motivo até de superstição. Coisas do futebol, dirão alguns.

O vídeo acima apresenta os gols da partida do Ferroviário contra o Itapajé. Aos poucos, o Tubarão da Barra vai marchando célere em busca do objetivo maior que é retornar para a primeira divisão do futebol cearense. A caminhada é árdua e complicada, mas sob a supervisão de Lula Pereira e o comando técnico de Fernando Filho, o sonho não é impossível. A competição nem chegou ainda a sua metade e o Ferroviário já igualou o número de pontos alcançados em todo o campeonato no ano passado. É por causa da camisa laranja, dirão os mais fanáticos. E ainda mais agora, sob as bençãos de um ícone do futebol que partiu. Que a genialidade de Cruijff inspire a garotada da ´Laranja Coral`.