FAMÍLIA ACHAVA QUE ARTILHEIRO CORAL ESTIVESSE MORTO

Paulo César em foto da família

Em setembro desse ano, o Almanaque do Ferrão publicou uma matéria sobre o paradeiro de Paulo César, grande artilheiro coral entre o final da década de 70 e começo dos anos 80. Ele foi o goleador máximo do campeonato cearense de 1979, conquistado brilhantemente pelo Tubarão da Barra. Após sua passagem pelo futebol alencarino, Paulo César foi jogar profissionalmente no Equador e por lá fixou residência, perdendo posteriormente o contato com sua família que reside em Pernambuco. Após a publicação do blog, os familiares do ex-goleador coral entraram em contato informando a grande repercussão da postagem dentro do núcleo familiar. A sensação de alívio foi a mais evidenciada entre eles. Devido aos quase trinta anos sem mensagens de Paulo César, seus irmãos achavam que ele já havia falecido. A surpresa de vê-lo no vídeo publicado em nosso blog, com imagens do ano passado no Equador, encheu o coração de seus irmãos de alegria. Agora, eles querem achar Paulo César e matar a saudade.

Irmãos do ex-artilheiro Paulo César em Pernambuco: Maria de Fátima, Severino e Maria Leda

O último contato de Paulo César com Maria Leda Pires Dino, sua irmã, ocorreu durante as Olimpíadas de Seul, em 1988. A comunicação entre ambos sempre se dava por carta, independente do local que Paulo César estivesse jogando. Nesse longo período sem contato, o ex-artilheiro coral sequer pôde ser informado do falecimento da mãe, que tentou muitas vezes buscar informações do filho, além da morte de seu irmão chamado Josivaldo Pires Dino. Agora, quase três décadas depois e diante da surpreendente notícia de que Paulo César está vivo, Maria Leda e os irmãos Maria de Fátima e Severino, desejam retomar o contato para matar as saudades do querido irmão de uma vez por todas. Um outro irmão dele, que mora em São Paulo, também está ansioso por isso. A família já procurou, através do Facebook, o próprio Barcelona de Guayaquil, clube que homenageou Paulo César em 2016, buscando obter mais informações sobre o paradeiro do atleta no Equador. Esperamos que o ex-goleador coral seja encontrado pela família e certamente o fato merecerá o devido destaque aqui no blog. Enquanto isso não acontece, reveja abaixo um vídeo raríssimo com dois gols do goleador Paulo César em partida válida pelo campeonato cearense de 1978.

A LEMBRANÇA DE GIORDANO DO GOLEIRO DA SELEÇÃO BRASILEIRA

Goleiro Valdir Peres, do São Paulo, foi titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1982

No final do mês passado, o Brasil perdeu o ex-goleiro Valdir Peres, titular do São Paulo/SP e da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1982. Como arqueiro do tricolor paulista naquela temporada, Valdir Peres enfrentou o Ferroviário em duas oportunidades no intervalo de dez dias. A primeira em 28/01/1982, no Morumbi, e a segunda em 07/02/1982, no Castelão. Quatro meses depois, o falecido goleiro estreava na Copa da Espanha com a camisa da Canarinho contra a União Soviética. Por outro lado, os confrontos contra o São Paulo parecem ainda vivos na memória do goleiro reserva do Ferrão na ocasião. O cearense Giordano, que chegou ao clube em 1976, amargava a reserva do titular Barbiroto, emprestado pelo próprio São Paulo ao Ferroviário para as disputas daquele campeonato brasileiro. Em meio aos jogos contra o tricolor paulista, Giordano conheceu Valdir Peres e um fato o marcou por toda vida.

Giordano no Ferrão

Semana passada, Giordano encontrou ocasionalmente Charles Garrido, um dos torcedores corais que mais prestigia este blog com mensagens e comentários na página do Almanaque do Ferrão no Facebook. Conversando sobre o falecimento do ex-goleiro do São Paulo, Giordano confidenciou no referido encontro: “até hoje tenho guardado um uniforme completo de goleiro que o Valdir Peres gentilmente me presenteou naquela oportunidade“. Ao enfrentar um time financeiramente inferior, onde naturalmente as condições de trabalho são muito mais difíceis, Valdir Peres teve a delicadeza de ajudar um companheiro de profissão e, mais que isso, de posição. O fato nunca saiu da cabeça de Giordano, que permaneceu no clube até a temporada seguinte. Ao todo, foram 135 partidas com a camisa do Ferrão. Em 1984, sagrou-se campeão maranhense pelo Sampaio Corrêa/MA. Em 1988, já aposentado dos gramados, foi o treinador de goleiros do próprio Tubarão da Barra no título cearense daquele ano. Tantos anos depois, o Ferrão continua nas melhores lembranças de Giordano em conversa com amigos corais.

GOLEIRO CORAL EM 1980 É O ANIVERSARIANTE DA SEMANA

1980_39222ado

Ado orienta a barreira do Ferrão num clássico contra o Ceará no campeonato estadual de 1980

A dica veio do internauta Charles Garrido, figura frequente no blog e nos comentários da nossa página no Facebook. Hoje é dia de homenagear o aniversariante da semana! O Brasil inteiro falou sobre os 70 anos do ex-goleiro Ado, campeão do mundo com a seleção brasileira na Copa de 1970, ex-arqueiro do Corinthians/SP e do Ferroviário no campeonato cearense de 1980. Ado já mereceu inclusive postagem especial por aqui em abril do ano passado. É ele o destaque da seção ´Retratos` dessa semana.

CONTEÚDO DO ALMANAQUE DO FERRÃO TAMBÉM ESTÁ NO FACEBOOK

divulgafanpage

Há exatamente dois meses o Almanaque do Ferrão ganhou uma fanpage no Facebook, a rede social mais famosa do mundo. É mais um espaço interativo criado para disseminação do conteúdo desse blog e também da versão em livro lançada em 2013. Se você não sabia desse novo espaço virtual, basta clicar aqui e ´CURTIR` a nossa página, passando a receber as informações das atualizações do blog, conteúdo exclusivo e outras novidades em sua própria tela de noticias do Facebook. Aguardamos você.