CLICK NO TIME QUE DEU UM VAREIO DE BOLA NO FORTALEZA EM 1988

Ferroviário Atlético Clube em 1988 – Em pé: Laércio, Djalma, Serginho, Arimatéia, Toninho Barrote e Marcelo Veiga; Agachados: Mazinho Loyola, Denô, Guina, Arnaldo e Beto Andrade

O registro fotográfico acima mostra o momento em que o Ferroviário perfilou em campo para jogar contra o Fortaleza em mais um clássico do campeonato cearense de 1988. Quando a bola rolou, essa onzena deu um autêntico vareio de bola no adversário, enfiando 3×0 ainda no primeiro tempo. Na etapa final, o Fortaleza esboçou uma reação, mas o Ferrão deu novamente as cartas e marcou o quarto gol, de bela feitura, fechando o placar em 4×2. Era a estreia do centroavante Guina, campeão sul matogrossense pelo Operário nas duas temporadas anteriores, e cedido ao Tubarão da Barra, por empréstimo, pelo Palmeiras/SP. Em seu primeiro jogo, o atacante paulista deixou sua marca na meta tricolor. O meio campista Denô esbanjou futebol nessa partida, comandando com Arnaldo a distribuição das jogadas para o ataque coral. O ponta esquerda Beto Andrade foi outro destaque no jogo. Mazinho Loyola fez um belo gol, de peixinho. Mais de três décadas depois, o velho retrato disponibilizado eterniza uma das maiores apresentações corais no Castelão. Justamente por isso, vale a pena postar abaixo, mais uma vez, o vídeo com os melhores momentos daquele jogo.

LIVE NA ÍNTEGRA DIRETAMENTE DO INSTAGRAM COM ARNALDO

Ontem, o perfil oficial do Almanaque do Ferrão no Instagram promoveu o segundo episódio da temporada 2020 de Lives, apresentadas naquela rede social. O ex-meio campista Arnaldo, campeão cearense em 1988 pelo Tubarão da Barra, abrilhantou a conversa com ótimas recordações de suas três passagens pela Barra do Ceará. Acima, você confere o vídeo disponibilizado da resenha com o ex-atleta coral, agora eternizado aqui no blog e que também está disponível no IGTV do nosso perfil no próprio Instagram. Aproveite e recorde esse grande jogador que passou pelo Ferrão. Aos domingos, às 21h30, no Instagram, recebemos um jogador do passado para contar histórias e resgatar resenhas e boas lembranças de cada época.

ENTREVISTAS EM AMISTOSOS DE PREPARAÇÃO PARA O CERTAME DE 1988

O vídeo acima é mais uma raridade resgatada pelo Almanaque do Ferrão. Ele mostra a cobertura da TV Verdes Mares em torno de dois amistosos preparatórios do Ferroviário para o campeonato cearense de 1988. O primeiro foi contra o Barcelona do Quintino Cunha e o segundo contra o Leão das Tintas, ambos realizados no Elzir Cabral. Além de lances dos jogos, a gravação traz uma série de nomes recém contratados para o Tubarão da Barra e que foram importantes durante aquela temporada vitoriosa, ficando para sempre na história do clube. Aproveite e mate a saudade do treinador José Oliveira e do dirigente Vicente Monteiro, que anuncia no vídeo, em primeira mão, a contratação do excelente volante Toninho Barrote, além de entrevistas em campo com os jogadores Djalma, Arnaldo, Marcelo Veiga, Da Silva, Carlos Antônio, Alves e até do centroavante Roberto Granada, que acabou não ficando no elenco coral. A gravação desse material ocorreu nos dias 30 de janeiro e 6 de fevereiro, respectivamente. A ficha técnica desses amistosos, você encontra na publicação impressa do Almanaque do Ferrão. Destaque também no vídeo para a opinião dos torcedores ouvidos!

LIVE DO ALMANAQUE DO FERRÃO NO INSTAGRAM RECEBE ARNALDO

Arnaldo na Live do Almanaque do Ferrão

Dando continuidade à primeira temporada da Live do Almanaque do Ferrão em nosso perfil oficial no Instagram, receberemos no domingo, dia 14 de junho, às 21h30m, o meio campista Arnaldo, titular absoluto na vitoriosa campanha coral na temporada de 1988. Diretamente do estado de São Paulo, onde reside, o ex-atleta do Ferrão vai poder reencontrar a torcida coral virtualmente e recordar boas histórias de seu período. Arnaldo teve três passagens pela Barra do Ceará. A primeira foi no grande time de 1985, a segunda ocorreu no título estadual de 1988 e a última vez aconteceu na temporada de 1991, quando permaneceu poucos meses no clube. No Ferroviário, Arnaldo jogou 82 partidas e marcou 14 gols. Abaixo, reapresentamos um vídeo já postado aqui no blog, recordando a sua terceira chegada para defender o Tubarão da Barra, quando marcou um gol na reestreia ocorrida no estádio Elzir Cabral contra o Guarany de Sobral.

VITÓRIA FORA DE CASA CONTRA O AMÉRICA/RN NO BRASILEIRO DE 1988

Hoje é dia de recuperar as imagens raras da TV Cabugi de Natal e recordar uma grande vitória do Ferrão fora de casa. Foi no dia 30 de outubro de 1988. O campeão cearense foi ao Rio Grande do Norte para enfrentar o campeão potiguar e se deu bem, fazendo 3×2 no placar. Numa tarde infeliz do goleiro Sérgio Maria, o Tubarão da Barra se aproveitou e venceu o jogo com gols de Silmar, Cícero Ramalho e Arnaldo. Era a estreia de Erandy Montenegro como técnico da equipe coral. Do outro lado, Ferdinando Teixeira era o comandante do América. O jogo foi disputado no antigo estádio Castelão de Natal, que depois passou-se a chamar Machadão e hoje é onde se localiza a Arena das Dunas. O Ferroviário teve em sua formação algumas novidades em relação à equipe que foi campeã estadual cerca de cinquenta dias antes: Zé Luís, Silmar, Arimatéia, Kléber e Osmanir; Toninho Barrote, Alves, Arnaldo e Jacinto (Lane); Teninha (Edson) e Cícero Ramalho. Na defesa, o carioca Zé Luís veio do Fortaleza, Kléber era da base e Osmanir estava no Tiradentes/CE. Do meio pra frente, as novidades eram Lane e Teninha, egressos das categorias de basel, além de Cícero Ramalho, que fora artilheiro do campeonato cearense com a camisa do Quixadá. O América de Natal jogou com Sérgio Maria, Adailton (Gito), Edson, Belchior e Soares; Baltazar, Dedé de Dora (Luizinho) e Valério; Baíca, Oliveira e Elmo Casquinha. Os gols do adversário foram de Oliveira e Belchior. Wilson da Conceição Araújo foi o árbitro do jogo.

O DIA QUE O FERROVIÁRIO BATEU O CEARÁ COM 2 GOLS DE ARNALDO

Arnaldo

O meio campista Arnaldo foi um jogador muito importante na história do Ferroviário. A maioria das pessoas lembra do ex-atleta, cria do Santo André/SP, pelo inesquecível título estadual de 1988 ou até mesmo pelo seu retorno na temporada de 1991, porém o que pouca gente recorda é que ele já havia vestido a camisa coral em 1985, quando o presidente Caetano Bayma montou um grande time. Abaixo, recuperamos o áudio da narração de uma vitória do Tubarão da Barra naquele ano, em cima do Ceará por 2×0, com dois gols do baixinho Arnaldo. A narração é de Gomes Farias e o setorista no gramado foi Bosco Farias pela Rádio Verdes Mares de Fortaleza. Naquele domingo, o Ferrão formou com Serginho, Laércio, Arimatéia, Léo e Vassil; Nélson, Denô e Arnaldo; Cardosinho (Doca), Luizinho das Arábias e Carlos Antônio (Foguinho). O técnico era o carioca Zé Mário. O alvinegro, do treinador Caiçara, formou com Sérgio Neri, Everaldo, Djalma, Argeu e Bezerra; Caçapava, Lira e Assis Paraíba (Amauri); Josué, Wolney e Lupercínio. Joaquim Gregório foi o árbitro da partida. Vale a pena escutar a raridade abaixo.

PRIMEIRA FOTO DE MARCELO VEIGA LOGO QUE CHEGOU NO AEROPORTO

Marcelo Veiga no Pinto Martins

A foto ao lado permaneceu guardada nos arquivos do Almanaque do Ferrão por mais de trinta anos. Chegou a hora de divulgá-la! Trata-se do primeiro registro fotográfico do nosso atual treinador, logo que ele chegou para defender o Ferroviário como jogador no início da temporada de 1988. Estamos falando da segunda quinzena de janeiro daquele ano, quando Marcelo Veiga e o meia Arnaldo desembarcaram no antigo aeroporto Pinto Martins, provenientes de São Paulo. Ambos vinham da equipe do Santo André/SP e o lateral esquerdo, que teve sua rota desviada do Avaí/SC, acabou chegando por empréstimo em substituição a Agnaldo, também lateral da equipe paulista e ex-jogador do Fortaleza, que havia sido anunciado previamente pelo diretor de futebol Vicente Monteiro, mas que não pôde vir em razão de um acidente de motocicleta. O destino mudou a rota de Marcelo Veiga e ele fez história no Ferrão. Na ocasião, o jornal O Povo mandou uma equipe ao aeroporto para cobrir a chegada dos novos reforços do time coral. Essa é justamente a foto registrada no desembarque de Marcelo Veiga, que tinha 23 anos, e chegava em Fortaleza pela segunda vez na vida. Na primeira, em 1986, ele era o lateral direito do Comercial/MS que bateu o Fortaleza por 1×0, no Castelão, pelo Brasileirão. Ironicamente foi no Fortaleza que Marcelo Veiga marcou o gol do título.

FOTO RARA DO FERRÃO NO CAMPEONATO BRASILEIRO DE 1991

3mar1991

Ferroviário no Elzir Cabral em 1991 – Em pé: Jaime, Celso Gavião, Naldo, Valdecy, Guará e Toninho Barrote; Agachados: Magno, Basílio, Cacau, Ademir Patrício e Arnaldo.

A foto acima não é nada comum. Voltemos até 1991. Repare no patrocínio verde em cima das listras corais. Era da tradicional loja varejista ´A Esmeralda`, de propriedade do ex-presidente Moacir Pereira Lima. Nela, vê-se o vitorioso zagueiro Celso Gavião já no final de sua carreira, além dos experientes jogadores Valdecy, ex-Guarany de Sobral, e Ademir Patrício, ex-Ceará. Perceba também o goleiro piauiense Guará, irmão do também goleiro Jorge Luiz, bicampeão no Ferrão em 1995. Também do Piauí, mais precisamente do Tiradentes/PI, o ponta esquerda Arnaldo. Favor não confundir com o paulista Arnaldo, campeão em 1988 e que também chegou a jogar na temporada de 1991. O registro foi feito no Elzir Cabral, antes de um jogo contra o Moto Clube/MA pelo Campeonato Brasileiro.

EM AGOSTO DE 1991, ARNALDO RETORNAVA PARA O FERROVIÁRIO

O meio campista Arnaldo é até hoje um dos jogadores mais lembrados pela torcida do Ferroviário. Dono de um futebol eficiente e de uma regularidade assustadora, ele entrou em campo 82 vezes com a camisa coral. Foram 14 gols em três passagens pela Barra do Ceará, a primeira no timaço coral de 1985, a segunda no título estadual de 1988 e a terceira na fracassada temporada de 1991. Era agosto daquele ano quando Arnaldo chegou pela última vez para o clube. Já se vão 25 anos desde aquele momento, registrado no vídeo acima em matéria especial da TV Verdes Mares sobre o seu regresso. Foi apenas 1 gol naquela temporada, assinalado justamente no jogo que marcou sua reestreia, contra o Guarany de Sobral, num empate em 1×1 no Elzir Cabral. Arnaldo também é um dos maiores jogadores da história do Santo André/SP, onde carinhosamente era conhecido como Arnaldinho, e já foi destaque aqui no blog na seção `Por Onde Anda´ no início do ano passado. Nome eterno da nossa história, agora com imagens resgatadas em vídeo através do acervo do Almanaque do Ferrão.

RARIDADES EM ÁUDIO DO TÍTULO DO FERROVIÁRIO EM 1988 – PARTE 2

domar pessoa

Presidente campeão: Domar Pessoa

Logo após a brilhante conquista do campeonato cearense, os jogadores corais, diretores e torcedores saíram do Castelão em direção ao Polo de Lazer da Barra do Ceará, local onde hoje situa-se um dos CUCA´s da Prefeitura de Fortaleza. Duas emissoras fizeram a cobertura ao vivo da festa coral até 22 horas, a Rádio Assunção e a Rádio Iracema. Em mais uma iniciativa alusiva ao aniversário do título de 1988, o Almanaque do Ferrão recupera 31 minutos dos áudios daquela histórica transmissão. Escute agora e curta toda a emoção de entrevistas com o presidente Domar Pessoa, com o vice de futebol Vicente Monteiro, o treinador Lucídio Pontes, o ex-jogador Pacoti, os conselheiros Múcio Roberto, Dirceu Pupe e Valdemar Gomez, além dos jogadores Jacinto, Marcelo Veiga e Arnaldo, bem como de profissionais da imprensa cearense como Chico Rocha, Jurani Parente, Roberto Silva, Aluísio Lima e Carlos Alberto Salvador. Sem dúvida, são relatos singulares e valiosos de uma noite inesquecível na vida do Ferroviário Atlético Clube, que  hoje ficam disponíveis para o torcedor coral depois de longos 27 anos. Aproveite!