FERRÃO TEM CAMISA VERMELHA PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA

A novidade chegou com os dois primeiros jogos do Ferroviário no Campeonato Brasileiro desse ano. Acostumado nos últimos anos a lançar seu terceiro uniforme às vésperas da competição nacional, a direção coral optou por utilizar um uniforme completamente vermelho. O fato era inédito na história do clube. E o vermelho conseguiu bons resultados nas duas primeiras rodadas: um empate, fora de casa, contra o Botafogo/PB e uma vitória em cima do Altos/PI, em jogo que marcou o retorno do Elzir Cabral para jogos de Brasileiro depois de quase 12 anos. Nas últimas temporadas, o Tubarão da Barra tem ousado bastante em seus uniformes. Além do retorno da camisa branca com listras diagonais depois de quase quatro décadas, o clube investiu no redesign da camisa preta, anteriormente utilizada entre 2008 e 2013, e também na volta do vistoso modelo coral, muito utilizado no final dos anos 1960. Some-se às recentes iniciativas citadas, a utilização de modelos nas cores dourada e laranja, quando a equipe amargava jogos pela segunda divisão do Campeonato Cearense em 2015 e 2016. Qual a sua camisa favorita? Em tempo: na fotografia acima de Lenílson Santos, vemos o atacante Gabriel Silva comemorando o seu primeiro gol pelo Ferrão, que é também o primeiro com a camisa vermelha!

AMÉRICA É O QUARTO ADVERSÁRIO DE MINAS GERAIS NA VIDA CORAL

Ferroviário joga pela segunda vez na história no Estádio Independência em Belo Horizonte

Em jogo válido pela segunda fase da Copa do Brasil 2021, o Ferroviário enfrenta o América Mineiro em Belo Horizonte. O Coelho é o quarto adversário mineiro na história coral. Antes do atual confronto, o Tubarão da Barra enfrentou o Cruzeiro/MG em partidas realizadas em 1970, 1978, 1981 e 1983, o Atlético/MG nos anos de 1981 e 2018, além do Ipatinga/MG no Campeonato Brasileiro de 2006. Outro detalhe sobre o confronto com o América é que esta é a quarta vez que o Ferroviário atua na cidade de Belo Horizonte, tendo anteriormente realizado dois jogos no Mineirão e um no Estádio Independência, local do confronto desse ano contra o Coelho mineiro. Até a data de hoje, somente dois jogadores deixaram sua marca atuando em Belo Horizonte: o volante Doca e o atacante Almir, ambos no Mineirão. O jogo contra o América/MG é decisivo e quem vencer passa para a terceira fase da Copa do Brasil desse ano. Em caso de empate, teremos uma disputa de pênaltis.

FERRÃO VOLTA A ENFRENTAR UM TIME DE RONDÔNIA APÓS 42 ANOS

Em 1979 o Ferroviário esteve em Rondônia

O Porto Velho, equipe de futebol do Estado de Rondônia, é o adversário do Ferrão na Copa do Brasil de 2021. O jogo estava marcado para a capital rondoniense, mas a CBF transferiu o mando de campo para Goiânia em razão da elevadíssima incidência de Covid-19 em Porto Velho. Este será o quarto adversário rondoniense na história coral. Em 1979, o Tubarão da Barra fez uma excursão pela região norte do país e enfrentou na sequência as seguintes equipes de Rondônia: Ypiranga/RO, Moto Clube/RO e o campeão estadual Ferroviário/RO, vencendo os três jogos por 5×1, 5×0 e 2×1, respectivamente. A jovem revelação coral Carlos Brasília, cria das categorias de base, foi o grande destaque daqueles jogos realizados no Estado vizinho à Bolívia, assinalando 6 gols nas três partidas, que renderam a Taça Imprensa para a galeria de troféus do Ferroviário. Infelizmente, na temporada de 2021, o Tubarão não viajará para Rondônia novamente. A torcida fica para que mesmo jogando em Goiás, o time coral possa fazer mais uma vítima rondoniense e passar para a segunda fase da Copa do Brasil, o que renderá uma boa premiação financeira nos cofres do clube.

Atualização: O jogo marcado para o dia 18/03/2021 acabou sendo adiado para data futura também em razão da grave situação relacionada à Covid-19 em Goiânia.