RETROSPECTIVA DE TODOS OS JOGOS CONTRA O CONFIANÇA NA HISTÓRIA

Jorge Veras: gol na vitória

O adversário coral desse final de semana na Série C do Campeonato Brasileiro é o Confiança de Aracaju. Fazendo um balanço das vezes que se enfrentaram, o time coral leva um certa vantagem em cima do número de vitórias desde aquele primeiro confronto entre ambos, válido pela Série A nacional na temporada de 1984. Naquela oportunidade, o Ferrão venceu por 1×0 com um gol de Jorge Veras, assinalado no minuto final da partida. Depois, confrontos importantes e marcantes, além de inesquecíveis para a torcida coral, como o de 1997, que terminou na disputa de pênaltis, no Elzir Cabral, em pleno domingo pela manhã. Ano passado, vitória coral por 2×1 em jogo eliminatório pela Copa do Brasil, quando o time sergipano jogava pelo empate, a única vez que ambos se enfrentaram fora do campeonato brasileiro de futebol. Em retrospectiva, abaixo você confere a sequência de jogos dois dois times na história:

Jogo 01: 05/02/1984 – Ferroviário 1×0 Confiança – Castelão – Brasileiro Série A
Jogo 02: 15/02/1984 – Confiança 4×1 Ferroviário – Lourival Batista – Brasileiro Série A
Jogo 03: 12/10/1997 – Confiança 3×2 Ferroviário – Lourival Batista – Brasileiro Série C
Jogo 04: 19/10/1997 – Ferroviário 2×1 Confiança – Elzir Cabral – Brasileiro Série C
Jogo 05: 13/08/2006 – Confiança 2×2 Ferroviário – Lourival Batista – Brasileiro Série C
Jogo 06: 03/09/2006 – Ferroviário 2×1 Confiança – PV – Brasileiro Série C
Jogo 07: 07/02/2018 – Ferroviário 2×1 Confiança – PV – Copa do Brasil

FERROVIÁRIO QUEBRA TABU DE 48 ANOS E DERROTA O ABC EM NATAL

Ferrão que quebrou o tabu em Natal – Em pé: Caxito, Da Silva, Afonso, Mazinho, Janeudo e Nicolas; Agachados: Lucas Mendes, Edson Cariús, Leanderson, Michael e Jean Henrique

O retrospecto dos jogos entre Ferroviário e ABC/RN aponta 32 jogos disputados até hoje, sendo 10 empates, 14 vitórias da equipe potiguar e, agora, 8 vitórias do Tubarão da Barra. Jogando no estádio Frasqueirão, de propriedade do alvinegro do Rio Grande do Norte, o Ferrão não tomou conhecimento e aplicou 4×2 no placar com três gols do ídolo Edson Cariús e um tento, de falta, do lateral esquerdo Michael. O time coral não vencia o ABC em Natal numa partida de campeonato brasileiro desde o dia 26/09/1971, quando um gol do meia Edilson Lopes, aos 27 minutos do segundo tempo, selou a vitória do time comandado por Lucídio Pontes, na época, por 1×0. Depois disso, as duas equipes se enfrentaram em jogos do campeonato nacional nas temporadas de 1979, 1984, 1988, 1991, 1993 e 1995, sem sucesso do Ferrão nos jogos na capital potiguar. Vale lembrar que, em 2013, o Tubarão da Barra venceu o ABC em Natal por 1×0 em jogo válido pela Copa Ecohouse, competição na qual o time potiguar utilizou nas partidas uma equipe Sub-23 mesclada com alguns atletas do elenco principal. No entanto, em jogos oficiais de campeonato brasileiro, ontem finalmente foi quebrado um tabu de 48 anos e com supremacia para orgulho da torcida do Ferroviário. Veja abaixo. O time coral é líder e sonha com o acesso à Série B.

GOLEIRO DO AMÉRICA/PE JOGOU MUITO NA LATERAL DO FERROVIÁRIO

América de Pernambuco na temporada de 1989 – Em pé: Roberto Potiguar, Pereira, Luciano, Gilney, Nasa e Nado; Agachados: Alfredo Santos, Helinho, Da Silva, Marcelo e Almir

A foto acima é de 1989. Ela é no mínimo curiosa. Trata-se do tradicional América de Recife, equipe que atualmente disputa a Série D do campeonato brasileiro. No último ano da década de 1980, a equipe pernambucana era patrocinada pela marca Tintas Coral, o mesmo patrocínio que o Ferrão chegou a estampar em seu uniforme no mesmo período. Porém, há uma outra coincidência um tanto quanto estranha. Repare no goleiro da foto. Trata-se de Nasa, que atuou com brilhantismo no Tubarão da Barra como volante e lateral direito. Foram 76 jogos entre 1993 e 1995 com a camisa coral, depois que chegou para o Ferrão oriundo do Guarani de Juazeiro. Dá pra ver que, como goleiro, Nasa tinha baixa estatura. Escolheu certo não arriscar mais na posição. Na memória, Nasa está no Time dos Sonhos, eternamente lembrado pela torcida coral.

RETROSPECTIVA HISTÓRICA DE TODOS OS JOGOS COM O SAMPAIO CORRÊA

Giordano campeão no Sampaio Corrêa em 1984

Quando se enfrentarem nesse domingo, dia 26, no estádio Castelão, em São Luis, Ferroviário e Sampaio Corrêa estarão realizando a 12ª partida na história. Os confrontos entre ambos começaram a partir de 1947 e foram disputados em caráter amistoso ou por competições não oficiais por trinta anos. Somente dez anos depois, em 1987, as duas equipes se enfrentaram em dois jogos pela Série B do campeonato brasileiro. Mais dez anos à frente, outros dois jogos, dessa vez em caráter eliminatório para definir os semifinalistas da Série C do campeonato nacional de 1997, um deles disputado inclusive no PV, num domingo ensolarado pela manhã. Ao todo são seis vitórias do Ferrão, um empate e quatro vitórias do time maranhense em retrospectiva. Vale lembrar que o Sampaio Corrêa já mandou vários jogadores para o Ferroviário, entre eles um pacote de cinco reforços na temporada de 1966. O oposto também é verdadeiro. Marcelino, lendário goleiro coral na década de 1970, atuou no Sampaio Corrêa, assim como o ex-goleiro Giordano exatamente na década seguinte. Abaixo, todos os jogos entre os dois preliantes da próxima rodada.

Jogo 01: 05/06/1947 – Ferroviário 2×1 Sampaio – PV – Amistoso
Jogo 02: 09/02/1962 – Ferroviário 0x0 Sampaio – PV – Torneio Moisés Pimentel
Jogo 03: 21/01/1966 – Ferroviário 2×1 Sampaio – PV – Triangular do Ferroviário
Jogo 04: 01/12/1970 – Sampaio 0x1 Ferroviário – Nhozinho Santos – Taça J. Ribamar
Jogo 05: 02/08/1974 – Sampaio 0x2 Ferroviário – Nhozinho Santos – Amistoso
Jogo 06: 22/09/1977 – Sampaio 1×2 Ferroviário – Nhozinho Santos – Amistoso
Jogo 07: 14/10/1977 – Sampaio 1×0 Ferroviário – Nhozinho Santos – Amistoso
Jogo 08: 21/10/1987 – Ferroviário 3×1 Sampaio – PV – Brasileiro Série B
Jogo 09: 28/10/1987 – Sampaio 1×0 Ferroviário – Nhozinho Santos – Brasileiro Série B
Jogo 10: 26/10/1997 – Ferroviário 0x1 Sampaio – PV – Brasileiro Série C
Jogo 11: 01/11/1997 – Sampaio 4×0 Ferroviário – Castelão – Brasileiro Série C

FERRÃO PEGA O GLOBO/RN APENAS PELA TERCEIRA VEZ NA HISTÓRIA

O adversário do Ferroviário Atlético Clube na quarta rodada da Série C do Brasileiro 2019 é um time potiguar fundado apenas em 2012. Portanto, há pouquíssimos jogos entre o Tubarão da Barra e o Globo/RN no histórico de ambos. Apenas dois confrontos foram registrados na Copa do Nordeste de 2018, sendo um empate em Fortaleza e uma vitória do Globo no Rio Grande do Norte. Nas duas partidas, o Ferrão utilizou uma equipe mista, pois priorizava o campeonato cearense e a Copa do Brasil no ano passado. Repare na escalação coral que empatou em 0x0 no dia 21 de Fevereiro de 2018 no PV: Léo, Batata, Afonso, Dilsinho e Erick Daltro (Iranilson); Liniker, Glauber, Diego Silva e Clemer (Wladimir); Romário e Roney (Rodrigo Rodrigues). Desse time, apenas o zagueiro Afonso estará presente no jogo dessa semana pelo campeonato brasileiro. Nenhum outro da escalação acima permaneceu no elenco de 2019. Será que o Ferrão vence o Globo/RN pela primeira vez na história? Por enquanto, fiquemos com os melhores momentos do jogo do ano passado realizado em Fortaleza.

RETROSPECTIVA DE TODOS OS JOGOS CONTRA O NÁUTICO/PE NA HISTÓRIA

Ferroviário em campo para enfrentar o Náutico/PE em jogo do campeonato brasileiro de 1980

Ferrão e Náutico não se enfrentam desde o campeonato brasileiro de 1983. Ao todo, foram 12 jogos entre ambos. O primeiro foi um amistoso em 1948 no PV, a primeira das duas únicas vitórias corais em cima do time pernambucano na história, que apresenta  inicialmente uma série de cinco amistosos, porém que reserva uma sequência maravilhosa de, nada mais, nada menos, sete jogos oficiais pela Série A do campeonato brasileiro entre 1980 e 1983. No próximo domingo, as duas equipes voltam a se enfrentar depois de 36 anos em jogo válido pela Série C nacional. Quem sabe o Ferrão não consegue reeditar o feito do time de 1982 que, num sábado à noite, bateu o Náutico dentro do estádio dos Aflitos? Vale citar também como curiosidade que, em 1983, quando se enfrentaram pela última vez, o centroavante da equipe pernambucana era ninguém menos que Mirandinha, cria coral da segunda metade dos anos 1970. Confira abaixo a sequência de jogos históricos entre Ferrão e Náutico/PE.

Jogo 01: 14/03/1948 – Ferroviário 3×1 Náutico/PE – Amistoso – PV
Jogo 02: 15/04/1951 – Ferroviário 0x0 Náutico/PE – Amistoso – PV
Jogo 03: 17/11/1957 – Ferroviário 1×2 Náutico/PE – Amistoso – PV
Jogo 04: 12/11/1960 – Ferroviário 0x2 Náutico/PE – Amistoso – PV
Jogo 05: 15/02/1962 – Ferroviário 0x4 Náutico/PE – Amistoso – PV
Jogo 06: 24/02/1980 – Náutico/PE 0x0 Ferroviário 0x0 – Brasileiro Série A – Arruda
Jogo 07: 15/03/1981 – Ferroviário 0x0 Náutico/PE – Brasileiro Série A – Castelão
Jogo 08: 04/04/1981 – Náutico/PE 0x3 Ferroviário – Brasileiro Série A – Arruda
Jogo 09: 17/01/1982 – Ferroviário 1×2 Náutico/PE – Brasileiro Série A – Castelão
Jogo 10: 04/02/1982 – Náutico/PE 2×3 Ferroviário – Brasileiro Série A – Aflitos
Jogo 11: 26/01/1983 – Náutico/PE 3×0 Ferroviário – Brasileiro Série A – Aflitos
Jogo 12: 06/03/1983 – Ferroviário 1×2 Náutico/PE – Brasileiro Série A – Castelão

LÉO JAIME VOLTA A MARCAR UM GOL PELO FERRÃO DEPOIS DE 10 ANOS

Em sua reestreia com a camisa do Ferroviário, o atacante Léo Jaime voltou a marcar um gol com a camisa coral depois de dez anos. Foi o segundo gol da grande vitória coral por 3×0 em cima do Santa Cruz/PE no domingo passado. A última vez que ele havia balançado as redes adversárias, defendendo o Tubarão da Barra, foi no dia 28 de março de 2009. Na ocasião, o Ferrão derrotou o Icasa por 2×0 no estádio Elzir Cabral em jogo válido pelo 2º turno do campeonato cearense. Léo Jaime anotou o segundo gol da partida depois que o atacante Wescley abriu o placar em jogada do próprio Léo Jaime pela esquerda. Depois, Léo Jaime comemorou o gol nos braços da mascote Tutuba, que também reestreou contra o Santa Cruz no Castelão. Acima, o vídeo do gol da reestreia. Abaixo, o que era até domingo o último gol do baixinho coral no Ferrão, que na última década ganhou o mundo e vestiu as camisas do Bragantino/SP, São Caetano/SP e Caxias/RS, além do Daegu FC da Coreia do Sul.