CRAQUE ACÁSSIO É O NOME DA VEZ EM MAIS UMA LIVE NO INSTAGRAM

Acássio é o nome da vez na Live do domingo

No próximo domingo, dia 5 de julho, no já tradicional horário das 21h30, a Live do Almanaque do Ferrão no Instagram vai receber o craque da geração bicampeã cearense em 1994 e 1995. O nome da vez em nosso bate papo semanal é o baiano Acássio, que vai participar diretamente da cidade de Feira de Santana. Entre 1993 e 1998, ele realizou 132 jogos com a camisa coral e marcou 74 gols. No ano passado, Acássio foi considerado legendário em campanha promocional do Ferrão, por ser o jogador até hoje na história, que mais gols marcou com a camisa coral em clássicos estaduais. Com a bagagem de ter jogado a Serie A nacional duas vezes, uma pelo Sport/PE e outra pelo Vasco/RJ, sempre emprestado pelo Ferroviário, Acássio vai compartilhar suas experiências na carreira e, claro, recordar seus grandes momentos vividos no Tubarão da Barra, onde conquistou dois títulos de forma incontestável. Abaixo, evidenciamos o quadro `Acervo Coral`, produzido pelo setor de comunicação do próprio Ferroviário há cerca de dois meses, quando Acássio deixou um recado pra galera coral em meio a uma breve coletânea de gols inesquecíveis pelo Ferrão, um autêntico colírio para os nossos olhos corais. Portanto, domingo é ao vivo! Não perca mais uma Live no Instagram.

LEMBRANÇA DA PRIMEIRA VITÓRIA CONTRA O FORTALEZA NO CASTELÃO

Goleador Lula

Hoje são 2 de julho. Nesse mesmo dia, na temporada de 1975, o Ferroviário batia o Fortaleza pela primeira vez atuando no Castelão, com um gol solitário do atacante Lula. O jogo foi válido pelo 2º turno do campeonato cearense e teve o pernambucano Sebastião Rufino como árbitro, perante um público de 11.337 pagantes. O time tricolor era o bicampeão cearense daquele momento, mas não foi páreo para o Tubarão da Barra, treinado por William Pontes. A derrota alijou o Fortaleza de qualquer pretensão de conquistar aquele turno. A vitória coral foi construída com a seguinte formação: Pedrinho, Paulo Tavares, Lúcio Sabiá, Cândido e César; Aucélio e Oliveira; Vanderley, Erandy, Lula e Jeová (Vicente). O adversário, treinado por Moésio Gomes, jogou com Lulinha, Alexandre, Ozires, Nena e Roner; Jeová (Zé Raimundo), Lucinho e Zé Carlos; Luizinho, Amilton Melo e Geraldino Saravá (Dario). O goleador Lula entrou pra história naquele jogo com o gol da vitória. Contratado junto ao Potiguar/RN, ele vestiu a camisa coral em 89 jogos entre 1974 e 1977. Marcou 44 gols no total pelo Ferrão. Naquele mesmo ano de 1975, o jovem Lula terminou o ano como o principal artilheiro do campeonato estadual com 8 gols assinalados.

VITÓRIA CONTRA O CAMPINENSE COM GOL LINDO DE JANEUDO

Há exatos dois anos, o Ferroviário ganhava do Campinense/PB por 3×2 e se credenciava para seu primeiro acesso em nível nacional, fato este concretizado, nos pênaltis, no jogo de volta em Campina Grande. Os tentos do Ferrão foram do artilheiro Edson Cariús, do craque Juninho Quixadá e um verdadeiro golaço do meia Janeudo, que fazia aniversário justamente naquele domingo. Você recorda a escalação coral naquele jogo? O treinador Marcelo Vilar escalou o time coral com o futebol de Gleibson, Lucas Mendes, Luis Fernando, André Lima e Sávio; Mazinho, Leanderson, Janeudo e Esquerdinha (Valdeci); Edson Cariús (Vitinho) e Juninho Quixadá (Dudu). Treinado por Ruy Scarpino, ex-goleiro da Portuguesa/SP, o time paraibano jogou com Jeferson, Douglas (Marcelinho), William Goiano, Rafael Jensen e Zeca; Jorginho, Felipe Macena (Beto), Gustavo Henrique e Thiago Potiguar (Marcinho); Denilson e Danilo Bala. Os gols da raposa campineira foram dos dois atacantes, Denilson e Danilo Bala. Dessa equipe, os volantes Jorginho e Felipe Macena se encontra hoje no elenco do Ferroviário. Vale a pena recordar abaixo o vídeo com os cinco gols da partida, na narração sensacional de Dênis Medeiros, da Rádio Verdes Mares de Fortaleza, além das imagens da TV Artilheiro. Reviva o domingo à noite de uma vitória histórica.